Homens no Divã

50%

68

Ótimo!

Ótimo

38

Bom

Bom

11

Regular

Regular

3

Fuja

Fuja

Ver mais avaliações

Homens no Divã

Comédia, 90 minutos, 12 anos.

Eleita uma das melhores comédias da capital paulista, e vista por mais de 250 mil pessoas, desde a estreia em 2013, Homens no Divã fala de forma bem-humorada sobre os estados emocionais e comportamentais do homem contemporâneo, que são expostos pelo encontro inusitado de um bombeiro, um gerente da Eletropaulo e um ginecologista. Recheado de situações do cotidiano, vividas nos mais diversos ambientes, como casa, academia, balada, ou em palestras, e, principalmente na antessala da psicanalista Dra. Maczka, é que Darson Ribeiro concebeu sua direção do texto Desesperados, de Miriam Palma, criando o título Homens no Divã.

Na bilheteria: R$ 50,00

Por: R$ 24,90

Saiba como funciona o Sampa Ingressos

COMPRAR

50%

Temporada

até 3 de Março;

Sábados, às 21h30 e Domingos, às 18h

Elenco / Direção

Direção geral: Darson Ribeiro. Voz da psicanalista: Marília Gabriela. Elenco: Olivetti Herrera, Guilherme Chelucci e Darson Ribeiro.

Endereço

Teatro Raposo Shopping (252 lugares)

Rodovia Raposo Tavares, km 14,5 - Sala Irene Ravache - Piso Cinema (Jd. Boa Vista)

Telefone: 3732-9006 / 3034-2172

Horário da Bilheteria: de terça-feira a sexta, das 13h às 22h, sábado e domingo, das 12h às 22h ou até o início da apresentação.

Estacionamento: R$ 8,00 por 4 horas. Lugares para cadeirantes e obesos e espaço para PNE.

Comentários

O início do espetáculo é um tanto pesado, principalmente por um dos personagem o bombeiro que tem falas um tanto machistas, já os outros dois personagens são adoráveis. Depois a história vai ficando um pouco mais tranquila e vamos entendendo. Talvez se permanece o bombeiro, que faz o papel do homem pegador, mas com falas um pouco mais leves o espetáculo séria um pouco mais interessante é não me sentiria algumas vezes desconfortável como mulher. Apesar disso dei muitas risadas o espetáculo no geral é muito divertido.
Luana Rocha de Oliveira

Os atores são bons mas o texto bem fraco abusando de piadas sem graça.
CARLOS ALBERTO TAVORA

Estou até agora tentando entender como essa peça está em cartaz por tanto tempo. Texto fraco, clichês mal explorados, quando não preconceituosos, enfim, chocada!
Evelyne Carlota dos Santos

otimooo
jonathan da silva freire

Excelente, vale a pena assistir.
ANDERSON ROSA DO AMARAL

+ Carregar mais

Peças relacionadas


Teatros