Homens no Divã

Agora no tatuapé!

58%

92

Ótimo!

Ótimo

45

Bom

Bom

11

Regular

Regular

4

Fuja

Fuja

Ver mais avaliações

Homens no Divã

Comédia, 90 minutos, 12 anos.

Eleita uma das melhores comédias da capital paulista, e vista por mais de 250 mil pessoas, desde a estreia em 2013, Homens no Divã fala de forma bem-humorada sobre os estados emocionais e comportamentais do homem contemporâneo, que são expostos pelo encontro inusitado de um bombeiro, um gerente da Eletropaulo e um ginecologista. Recheado de situações do cotidiano, vividas nos mais diversos ambientes, como casa, academia, balada, ou em palestras, e, principalmente na antessala da psicanalista Dra. Maczka, é que Darson Ribeiro concebeu sua direção do texto Desesperados, de Miriam Palma, criando o título Homens no Divã.

Na bilheteria: R$ 60,00

Por: R$ 24,90 e R$ 30,00

Saiba como funciona o Sampa Ingressos

COMPRAR

58%

Temporada

até 24 de Março;

Sextas, às 21h30, Sábados, às 21h e Domingos, às 19h

Elenco / Direção

Direção geral: Darson Ribeiro. Voz da psicanalista: Marília Gabriela. Elenco: Olivetti Herrera, Guilherme Chelucci e Darson Ribeiro.

Endereço

Teatro Fernando Torres (687 lugares)

Rua Padre Estevão Pernet, 588 (Tatuapé)

Telefone: 2227-1025

Horário da Bilheteria: Terça a Sábado, das 14h às 20h. Domingo, das 14h às 19h. Em dias de espetáculo, até o início do espetáculo.

Estacionamento e café no local, acesso PNE. Teatro próximo às estações de Metrô Carrão e Tatuapé.

Comentários

melhorar o som paea ouvir melhor o dialogo.
Victor Seabra

Amei o espetáculo, ri muito e sai com outra visão do universo masculino. Uma comédia leve para relaxar a mente e reenergizar as forças para o dia a dia. Recomendo para todos que procuram um bom divertimento e aliviar o stress diário
ESTELA FERREIRA DE ANDRADE

Espetaculo sensacional, risada garantida do começo ao Fim! Atores Sensacionais
Renato Augusto Batista

Nos divertimos muito, muito bacana ver uma peça falando do lado masculino, já que a maioria fala somente do universo feminino. Recomendo.
Rosana Lace

Péssimo texto! Machista, homofobico e o pior sem a menor graça. Os atores até tentam mas não conseguem segurar o público. Todos que estavam comigo tiveram a mesma opinião.
VIVIAN

+ Carregar mais

Peças relacionadas


Teatros