Era uma vez um tirano

60%

4

Ótimo!

Ótimo

0

Bom

Bom

0

Regular

Regular

0

Fuja

Fuja

Ver mais avaliações

Era uma vez um tirano

50 minutos, 6 anos.

As pessoas viviam felizes no seu país. Cantavam, trabalhavam, conversavam, discutiam e tinham ideias. Até que apareceu um certo tirano que resolveu mudar tudo e atrapalhar a liberdade dessas pessoas. Reclamou das cores e até das estrelas. Se não fossem aquelas crianças… Ao encenar esse texto, escrito no final da Ditadura Militar, o Grupo Prole propõe refletir junto com o público sobre assuntos que tanto preocupam os adultos de hoje em dia: democracia, acesso à arte, direitos do cidadão, liberdade de expressão, a importância do diálogo entre pessoas que têm ideias diferentes, formação do povo brasileiro, entre outras. E para contar esta história de assuntos tão adultos e que se refere a um período político da nossa história tão complexo, a encenação joga com a imaginação das crianças e a brincadeira dos atores, que vão criando personagens e cenários. Nesse jogo, o elenco se coloca ludicamente diante não apenas dos efeitos da tirania, mas também diante do desejo de ser o tirano.

Temporada

Este espetáculo não está em cartaz atualmente

Elenco / Direção

Direção: Bete Dorgam. Adaptação do texto de Ana Maria Machado: Adaptação do texto: Grupo Prole. Com: Angela Ribeiro, Bruna Aragão, Fernanda Assef e Humberto Morais. Música ao vivo: Alexandre Melo (direção musical).

Endereço

Centro Cultural São Paulo

Rua Vergueiro, 1000 (Paraíso)

Telefone: 3397-4002

Horário da Bilheteria: A bilheteria abre 1h antes do espetáculo.


Peças relacionadas


Teatros