Trair e Coçar é Só Começar

28%

1046

Ótimo!

Ótimo

139

Bom

Bom

17

Regular

Regular

3

Fuja

Fuja

Ver mais avaliações

Trair e Coçar é Só Começar

Comédia, 120 minutos, 12 anos.

A comédia de maior sucesso do teatro brasileiro comemora 30 anos de sucesso ininterrupto. A peça gira em torno de meras hipóteses de adultérios, geradas por equívocos e confusões provocadas por uma empregada, que se aproveita da desconfiança geral entre os casais do enredo para subornar seus patrões e amigos. A estória conta com três casais, um padre e um vendedor de jóias que se torna, sem querer, o pivô de uma série de suspeitas de traição. É uma comédia de costumes com todas as confusões do gênero. Tem como fio condutor a empregada Olímpia que complica e descomplica a ação e uma série de personagens à beira de um ataque de nervos. A peça acumula números impressionantes mais de 6 milhões de espectadores, mais de 9 mil apresentações, 4 vezes no Guiness Book, Prêmio Quality Cultural e homenagem pela Assembleia Legislativa de São Paulo.

Na bilheteria: R$ 70,00 a R$ 80,00

Por: R$ 50,00 e R$ 60,00

Saiba como funciona o Sampa Ingressos

COMPRAR

28%

Temporada

até 30 de Julho;

Sextas e Sábados, às 21h e Domingos, às 20h

Elenco / Direção

Autor: Marcos Caruso. Diretor: José Scavazini. Elenco: Anastácia Custódio, Renato Scarpin, Mario Pretini, Tânia Casttello, Carla Pagani, Miguel Bretas, Ricardo Ciciliano, Siomara Schröder e Ivan de Almeida.

Endereço

Teatro Ruth Escobar - Sala Dina Sfat (390 lugares)

Rua dos Ingleses, 209 (Bela Vista)

Telefone: 3289-2358

Horário da Bilheteria: Quintas e Sextas das 14h às 21h30; Sábados das 12h às 23h; Domingos das 12h às 19h30

Estacionamento: Serviço de Valet, na porta do teatro

Ver no Google Maps

Comentários

Os atores muito carinhosos, nos deram toda a atenção e ainda tiramos fotos com eles. Todos estão de parabéns, atores, produção enfim a equipe toda.
Margareth Silverio de Oliveira Garofalo

Elenco maravilhoso a empregada é simplesmente bárbara, tem um humor que deixa todos de boca !!!
Tania Regina Klock

No começo começou bem morno, sem muita empolgação. Mas, depois foi extremamente engraçado! A atriz principal tem muito talento, tanto quanto os outros, mas cumpriu seu papel de ser o centro de tudo e seus trejeitos, embora exagerados, nunca foram demais! Achei apelativo apenas o momento em que os atores falam de Jesus Cristo. Entendo que é teatral e laico, mas achei desnecessário o ator que fazia o empregado do Rico se jogar de cabeça pra baixo no sofá e cair entre as pernas do Padre dizendo que era Jesus. No mais, recomendo a peça, embora tenha achado o preço um pouco salgado, mesmo entendendo que há muito mais por trás dos bastidores.
Raylayne Bessa

Amei, a empregada deu um show , tudo muito bom, ainda vou assistir mais uma vez !!
Suely Renate Schulz da Conceicao

Risadas e mais risadas. 👏🏼👏🏼👏🏼
Janaina Cardoso do Nascimento Goes

+ Carregar mais

Peças recomendadas


Teatros